Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

domingo, 30 de junho de 2013

O Feminismo ensina os homens a odiarem a si mesmos

Este video mostra o mundo REAL e não as distorções, falácias e demonizações que o feminismo usa para denegrir os homens:




Visitem o nosso site: www.antifeminismo.com.br

sábado, 29 de junho de 2013

E justo quando o feminismo pensou que havia me derrotado...

Há pouco mais de um mês atrás eu fui expulso da especialização em Gênero e Raça da UFMS, porque eu não concordava com a propaganda pró-feminista que elas faziam lá. Elas pensaram que eu tinha caído na armadilha e o anti-feminismo estaria para sempre sepultado. Mas... vejam esse video:


Veja o mundo REAL que o Feminismo não quer que você veja


Como os homens devem se comportar diante das ofensas do feminismo, segundo os masculinistas

Este video representa o que todos nós temos que fazer com o feminismo e com as feministas:






Como os homens devem se comportar diante das ofensas do feminismo, segundo as feministas

Este video mostra como o feminismo quer que os homens se comportem diante das ofensas e da violência do feminismo:


Você tem a sensação de que há algo de errado com o mundo?

O Senhor dos Anéis - A história do filme

Quando eu assisti pela primeira vez o filme "O Senhor dos Anéis" eu gostei tanto, achei um filme tão emocionante e bonito que eu assistia quase toda semana. Chegava sexta-feira, e para mim, toda sexta-feira era o dia do "Senhor dos Anéis", porque durante alguns meses eu assistia de novo e de novo. Eu comecei a ficar intrigado com isso quando eu assisti outros filmes históricos e de guerra, como o Gladiador, ou Tróia. Eu achei os filmes bons, bem feitos; mas eu não me sentia bem depois de assisti-los. E para mim isso era uma contradição, se há uns três meses eu assistia toda semana o Senhor dos Anéis, que era um filme que tinha lutas e guerras com espadas, então por que eu não assistia também toda semana o filme Tróia? Ou o Gladiador? Então isso despertou a minha curiosidade e eu comecei a pesquisar sobre o Senhor dos Anéis e descobri que o autor do livro, John Ronald Reuen Tolkien era um inglês, nascido na África do Sul; mas que teve o pai e a mãe mortos quando ainda era muito jovem, tornando-se órfão. Ele tinha todos os motivos do mundo para ser uma pessoa revoltada com o mundo; mas a mãe dele era muito católica e ensinou a religião para ele. E após a morte dela, ele passou a ser criado por um padre da Igreja Católica, que era um homem muito bom e sábio que ensinou bons principios para o jovem Tolkien. Mais tarde, ele se apaixonou por uma boa moça e se casaram e tiveram vários filhos, vivendo uma vida feliz e satisfeita. Tolkien se tornou professor Universitário, especialista em idiomas estrangeiros e inventou um idioma próprio, o Élfico. Mas ele achava que não bastava apenas criar um novo idioma, era necessário criar toda uma mitologia ao redor da nova lingua, então ele escreveu os livros da Saga do Senhor dos Anéis. Então eu pude entender por que a história do Senhor dos Anéis me fazia eu me sentir bem, apesar das constantes guerras e lutas com espadas, contra Orcs e forças do mal. Apesar de em nenhum momento a palavra Católico, ou Cristão, ou Cristo aparecer no filme, que inclusive não se passava na Terra, mas em um outro mundo, chamado Arda, os principios do bem e do catolicismo estavam impregnados na história do Senhor dos Anéis. Quanta diferença do profundo desespero e desesperança que as históricas clássicas do paganismo pré-cristão me faziam sentir, tais como a lenda da guerra de Tróia e do filme Gladiador. Nesses ultimos filmes, o mal, a hipocrisia e a trapaça venceram no final; mas no Senhor dos Anéis, o bem vence no final. Senhores, vamos recriar a Sociedade do Anel aqui e agora novamente, para juntos nós levarmos o anel do feminismo para ser destruído no fogo da Montanha da perdição. Vejam abaixo este belo video do Padre Paulo Ricardo, em que ele comenta a história do Senhor dos Anéis:

Femismo é igual a Feminismo

Como todo arquiteto de castelos de cartas, que morrem de medo da menor brisa, as feministas também se apavoram quando alguém resiste à ideologia mentirosa do feminismo. No fundo, elas sabem que o gigante delas tem pés de barro. Então elas tentam várias trapaças para silenciar as vozes discordantes do feminismo. A trapaça ou truque feminista mais usado é tentar desmoralizar a pessoa que critica o feminismo. Dessa forma, elas fazem textos e mais textos para tentar provar que o detrator do feminismo é uma pessoa má, ignorante e sem credibilidade nenhuma e, por ter tantos defeitos, qualquer opinião dele, não vale nada. Esse foi o método que as feministas da UFMS usaram contra mim, para me expulsar da Pós-Graduação em Gênero e Raça. Basicamente, essa é a estratégia argumentativa das feministas em mais de 90% dos casos: Elas tentam denegrir a reputação do oponente, tentam desmoralizá-lo e irritá-lo; mas elas nunca tentam refutar os argumentos contra o feminismo, já que não é possivel refutar a verdade. Mas as feministas ainda usam outros truques sujos para tentar sabotar quem critica o movimento delas. Um dos truques mais sujos que elas usam é o chamado de "rotulagem", onde elas repetem à exaustão palavras de conotação pejorativa para se referir às pessoas que discordam delas. Assim, elas chamam os homens que criticam o feminismo de "Reaças" - de Reacionários. Ou de "Mascus" - de Maculinistas, mas com conotação pejorativa. Chamam de Machistas, intolerantes, fascistas etc, etc, qualquer palavra ofensiva que surja na mente depravada das feministas serve e elas tentam "grudar" essas palavras nos seus adversários. Contudo, o rol de truques sujos e desonestos do feminismo está longe de terminar. Outra estratégia desonesta que elas usam para tentar lançar a confusão na opinião pública é manipular as palavras e seus significados, inventando palavras novas ou dando a palavras já existentes um novo significado. Dessa forma, quando as feministas viram que alguns homens começaram a se opor ao feminismo e muitas das inocentes úteis de baixo escalão do movimento feminista começaram a fazer perguntas para suas líderes, elas logo descartaram esses questionamentos legitimos, dizendo que na verdade, quem os homens estavam criticando seriam as "Femistas" e não as "Feministas", pois o Femismo é que busca a superioridade da mulher; mas o Feminismo é bom e só busca a igualdade dos sexos. Muitas mulheres dos baixos escalões do movimento feminista ficaram satisfeitas com essa resposta e puderam dormir com a consciência tranquila, afinal, elas não faziam parte do diabólico movimento "Femista"; mas sim do movimento "Feminista". No entanto, não existe nenhum movimento "Femista". Essa palavra nem sequer existe, nem está registrada em dicionário nenhum do mundo. Não existe essa estória de "Femista" e de "Feminista". O problema é com o FEMINISMO mesmo, é o Feminismo que está errado e deve ser combatido e varrido da face da Terra.
Esses truques sujos de manipular o significado das palavras também é usado para promover a agenda feminista, através da reengenharia social e propaganda ideológica, elas tentam dar às palavras novos significados. Um exemplo da audácia das feministas nesses truques sujos são as chamadas "Marchas das Vadias", onde as feministas inverteram em poucas semanas o significado de uma palavra: "Vadias", que antes era usada para ofender; mas que agora, elas transformaram tal palavra em um "elogio".
Contudo, assim como toda bruxa, ou mágico de truques baratos, esses feitiços só funcionam até o momento em que o público descobre como eles são feitos. Quando o publico sabe como é que o mágico tira o coelho de dentro da cartola, quando o publico conhece o segredo do truque, a ilusão se desfaz e o mágico de truques baratos não terá mais sucesso em suas bruxarias. O mesmo se aplica aqui ao feminismo. Uma vez que as pessoas conheçam os truques sujos que o feminismo usa; o povo fica vacinado contra esse vírus ideológico e não cai mais na armação. Veremos qual será o próximo truque sujo que as feministas vão retirar de dentro da manga dessa vez, porque até o truque feminino de tirar a roupa e ficarem peladas elas já usaram na Marcha das Vadias. Qual será o próximo passo? Elas vão enfiar um abacaxi dentro da bunda e sair peladas no meio da rua? Seria a "Marcha dos abacaxis". Sinceramente pessoal, eu não duvido de nada daquelas malucas. Realmente eu acho que se elas lerem esse post aqui, elas vão ficar bravas que nem ficaram com aquele chefe de policia do Canadá que as chamou de "vadias" e eu acho que elas vão sentar em um abacaxi e vão começar a andar no meio da rua com o abacaxi enfiando dentro do traseiro.

As novelas são usadas para destruir as famílias

É isso que o Feminismo faz com os homens e não querem que reclamemos

O que a Lei Maria da Penha fez pelas mulheres

Veja esse video e entendam por que o feminismo defende tanto a Lei Maria da Penha. Agora, graças a essa lei, todos os homens terão que ficar iguais ao cara desse video.

Lista de Deputados a favor e contra o Estatuto do Nascituro

Veja a lista dos deputados que votaram a favor e contra o Estatuto do Nascituro, que protege a criança desde a concepção
29, maio, 2010 Deixar um comentário Ir para os comentários
5



Aborto Nunca Mais.

Conforme já noticiamos, foi aprovado na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara o Estatuto do Nascituro, que elimina a possibilidade da descriminalização do aborto, definindo o direito à vida desde a concepção.
Má surpresa incluída à última hora: o projeto aprovado não altera o Artigo 128 do Código Penal que não penaliza o aborto em casos de estupro e risco de vida para a gestante.
Do lado positivo, o Estatuto garante assistência pré-natal e acompanhamento psicológico para a mãe; e o direito dela de encaminhar a criança à adoção, caso assim o deseje. Se identificado o genitor do nascituro ou da criança já nascida, este será responsável por pensão alimentícia e, caso não seja identificado, o Estado será responsável pela pensão.
Após a votação, a relatora, Deputada Solange Almeida (PMDB/RJ), precisou de seguranças para chegar até seu gabinete, pois as feministas que lá estavam avançaram sobre alguns deputados.
Somente sete parlamentares presentes votaram contra (1 comunista, 4 petistas, 1 do PMDB e 1 do PSDB) : Dr. Rosinha (PT-PR), Henrique Fontana (PT-RS), Pepe Vargas (PT-RS) .Darcísio Perondi (PMDB-RS), Arlindo Chinaglia (PT-SP), Rita Camata (PSDB-ES), e Jô Moraes (PC do B-MG).
Antes de ir para o Senado, o Estatuto do Nascituro passará ainda pela Comissão de Finanças e Tributação e depois para a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania. Portanto, temos muita luta pela frente. O ideal seria um Brasil totalmente livre da praga do aborto.

Parabéns a todos que participaram de mais esse combate contra a cultura da morte.

Confira do voto de cada deputado presente na sessão:

Favoráveis ao Estatuto do Nascituro:

Estes são os Politicos do Bem, que merecem o voto do eleitor:

Solange Almeida PMDB/RJ (Relatora)

José Linhares PP/CE

Vadão Gomes PP/SP

Antonio Cruz PP/MS

Camilo Cola PMDB/ES

Fátima Pelaes PMDB/AP

Luciana Costa PR/SP

Neilton Mulim PR/RJ

Paes de Lira PTC/SP

Takayama PSC/PR

Wilson Braga PMDB/PB

Lael Varella DEM/MG

Raimundo Gomes de Matos PSDB/CE

João Campos PSDB/GO

Leandro Sampaio PPS/RJ

Antonio Bulhões PRB/SP

Manato PDT/ES

Ribamar Alves PSB/MA

Dr. Talmir PV/SP

Henrique Afonso PV/AC

Miguel Martini PHS/MG


Contrários ao Estatuto do Nascituro:
Estes são os politicos que você não deve votar NUNCA MAIS:

Darcísio Perondi PMDB/RS
Henrique Fontana PT/RS
Jofran Frejat PR/DF
Arlindo Chinaglia PT/SP
Dr. Rosinha PT/PR
Pepe Vargas PT/RS
Rita Camata PSDB/ES
Jô Moraes PCdoB/MG

Fonte: Campanha Nascer é um Direito www.nascereumdireito.org.br

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Maria da Penha - A Lei Sexista

Ayn Rand critica o feminismo e as feministas

Livro GRÁTIS: O Homem Domado

Leiam este livro GRÁTIS da autora Esther Villar. Vejam só o que uma MULHER pensa do feminismo:


FeminISMO e o sufixo "ISMO".

Vamos analisar linguisticamente o sufixo "ismo":

Sufixo

-is.mo sufixo
  1. sufixo de origem grega que exprime a ideia de

Um dos argumentos que eu usei para provar que o FeminISMO é errado, foi o de compará-lo às outras ideologias que também terminam com o sufixo ISMO, tais como NazISMO, SocialISMO, ComunISMO, IntegralISMO, MachISMO, FeminISMO. Ora é evidente e claro para qualquer um que todos os movimentos descritos anteriormente são falsos e causaram inúmeros estragos ao mundo, ou seja, são movimentos de fanáticos e que objetivavam conquistar o PODER para os líderes de tais movimentos.
Mas alguém poderia objetar esse argumento dizendo que as grandes religiões também terminam com o sufixo ISMO, então, segundo o meu argumento, elas também são falsas? CristianISMO, IslamISMO, JudaISMO, HinduISMO etc.
Eu pessoalmente acho dificil crer em uma fé de uma religião em particular, pois para que uma delas esteja certa, todas as outras deveriam estar enganadas. Mas o meu argumento da falsidade dos movimentos "ISMO" é irrefutável e se analisarmos racionalmente as religiões, veremos que elas padecem dos mesmos vícios dos movimentos de massa ideológicos, ou seja, são demonstravelmente falsas. Por esse motivo, se me fosse permitido escolher qual ideologia ou religião seria dominante no mundo, eu escolheria: NENHUMA. Um mundo sem "ISMOS" seria um mundo muito melhor, pois não seria baseado em mentiras, preconceitos e privilégios. Eu sou contra o MachISMO também; mas não por causa do "Macho"; mas por causa do "ISMO". Assim como o FeminISMO está errado por causa do "ISMO"; e não por causa do "FEMIN". Mas quantas vezes na nossa vida nós podemos fazer do mundo o que queremos? A não ser que sejamos os lideres ditatoriais de alguma nação; a grande maioria das pessoas precisa se adaptar ao mundo para sobreviver, precisa negociar, precisa escolher o menor dos males. Posso provar facilmente esse ponto citando um exemplo histórico: A aliança entre a URSS e os EUA na Segunda Guerra Mundial para combater o Nazismo alemão. Todos sabemos que a URSS sempre foi inimiga dos EUA e do capitalismo; mas, quando surgiu um inimigo comum, que ameaçava ambos, os americanos se aliaram aos soviéticos e aos ingleses para lutar na guerra contra a Alemanha Nazista. Aquilo foi acertado, pois graças a isso, o Nazismo foi derrotado. Se os EUA capitalistas tivessem continuado com seus preconceitos contra a URSS comunista, o Nazismo poderia ter vencido a guerra. Portanto, eu considero perfeitamente lógico nós nos aliarmos com todos os inimigos do Feminismo, para combatê-lo em conjunto. E quem são os inimigos do feminismo? Só para citar alguns: o Catolicismo, o Protestantismo, o Islamismo, o Hinduismo, o Confucionismo. Vejam só o excelente trabalho de sabotagem que o Pastor Protestante Marco Feliciano está fazendo naquela Comissão da Pedofilia. Ele conseguiu sabotar vários projetos feministas e homossexuais; apesar dos protestos que se abateram sobre ele e que continuam até hoje. O Catolicismo também faz um ótimo trabalho de resistência pregando contra o aborto e contra a agenda Homossexual. Some-se a isso o fato de que nós não precisamos efetivamente convencer toda a população para ficar contra o feminismo. Basta convencer alguns homens e pronto, o castelo de cartas do feminismo irá ruir, porque o feminismo é um gigante com pés de barro. A força do feminismo é ilusória. A única razão pela qual o feminismo conseguiu avançar tanto com sua agenda, foi porque elas usaram de toda astúcia, hipocrisia e mentira para desbaratar qualquer resistência contra o feminismo, ou qualquer questionamento ao feminismo, porque elas sabem que a partir do momento que os homens disserem NÃO aos apelos feministas, elas vão ter que se esconder com o rabo entre as pernas. Além disso eu reconheço a utilidade da religião na sociedade e acho que o Cristianismo foi e é muito útil e necessário ao ocidente, assim como eu acho que o Islamismo é útil e necessário ao países muçulmanos e o Hinduismo, para os Indianos. Eu não sou contra nenhuma religião; ao contrário, eu sou a favor de todas elas. Essa minha posição com relação à religião não se baseia na fé, nem em doutrinas de alguma religião específica, mas é um argumento de utilidade porque eu considero que a religião é útil, necessária e insubstituível.
Além disso, o efeito que a religião tem na sociedade é exatamente o oposto de um movimento ideológico como o feminismo. A religião protege e fortalece as familias; mas o feminismo e os movimentos ideológicos destroem as familias. A religião constrói e edifica a sociedade, promove a moral e os bons costumes; Jà a ideologia (feminismo, nazismo, etc) é destrutiva, desrespeita a moral e promove maus costumes e depravação. A religião une as pessoas, torna-as mais fortes graças à essa união das familias; já os movimentos ideológicos, como o feminismo, separa as pessoas, joga umas contra as outras e as enfraquece, tornando-as presas fáceis desses movimentos de fanatismo. A religião constrói; o movimento ideológico destrói. A finalidade da religião é reconectar o ser humano com o criador (re-ligare, daí religião), é dar aos homens um modelo de suprema bondade, beleza, justiça e altruismo em que se inspirar. Já a finalidade do movimento ideológico é separar os homens e mulheres uns dos outros, para enfraquecê-los, torná-los desesperados, irracionais, para que não pensem com a própria cabeça e se submetam aos mandos e desmandos das lideres feministas, cometendo todo tipo de atrocidade e barbaridade para conquistar mais poder e dinheiro para as lideres do movimento. Não foi à toa que o nazismo perpetrou tantas atrocidades na época em que teve poder, já que o objetivo de todo movimento ideológico de fanatismo é conquistar o poder pelo poder em si, tudo se justificando para conseguir e manter esse poder, inclusive o assassinato e tortura de pessoas inocentes. É para conseguir poder para as mulheres que o feminismo quer legalizar o aborto e o infanticidio.
Ou seja, quando o sufixo "ISMO" se refere à uma ideologia ou a um Sistema Politico, eu não posso ter a mesma indulgência que tenho com as religiões, porque eu passei a minha vida toda estudando a história da civilização e durante mais de cinco mil anos de história registrada, surgiram centenas, senão milhares de ideologias e movimentos de fanatismo que terminam com o sufixo "ISMO" e TODOS ELES ERAM FALSOS E MENTIROSOS E SÓ QUERIAM OBTER O PODER PARA UM GRUPO RESTRITO DE PESSOAS. É por esse motivo que eu não posso levar a sério o FeminISMO. O FeminISMO não está na mesma categoria do CristianISMO, do ProtestantISMO, do CatolicISMO, do IslamISMO ou de qualquer outra religião, cujo objetivo é Reli-gare (Religar o ser humano com o criador do Universo). O FeminISMO não é uma religião, é uma ideologia, um movimento de fanatismo, um movimento de massas e o objetivo do FeminISMO não é Reli-gare (Religar) o ser humano a quem quer que seja; mas sim dividir para conquistar, separar, destruir as familias, tornar as mulheres em bestas ignorantes incapazes de amarem e de serem amadas, para que fiquem sozinhas para o resto da vida. O FeminISMO está na mesma categoria do NazISMO, do FascISMO, do ComunISMO, do IntegralISMO, do MachISMO e do FeminISMO. Esse movimento das lésbicas está na categoria dos movimentos fanáticos que deveriam estar no esgoto da história, banidos da humanidade, pois são movimentos ideológicos e não movimentos religiosos. Vejam só a concepção marxista de ideologia: (concepção crítica (marxismo)) crença falsa ou falsa consciência das relações de domínio entre as classes resultante da distorção ou inversão proposital da realidade

quinta-feira, 27 de junho de 2013

A evolução das mulheres sob o feminismo

Há milhões de anos atrás surgiram na Terra o homem e a mulher. A mulher vem evoluindo muito desde o seu surgimento, conforme previu corretamente a Teoria da Evolução de Darwin.




As mulheres chegaram a ser vistas como deusas na antiguidade, musas e ceres celestiais.





Mas o feminismo está fazendo as mulheres evoluirem e a mulher do futuro, modificada pela evolução feminista será assim:











 Progresso?


O Feminismo quer ensinar os homens a odiarem a si mesmos


Feminismo destuindo a vida de um homem inocente por causa de $13,00 dólares

Feminismo destuindo a vida de um homem inocente por causa de $13,00 dólares
Vejam só esse video onde três mulheres pegam um táxi e depois de chegarem no destino, para não pagar $13,00 dólares ao taxista, elas saem do carro e gritam para os transeuntes que o taxista tentou estuprá-las e chamam a policia para prender o taxista. A única coisa que salvou esse homem de passar o resto da vida atrás das grades, foi a câmera escondida que filmou toda a armação das mulheres feministas e desmascarou a mentira delas. No Brasil mais de 80% das acusações de estupro SÃO FALSAS. Pensem nos milhares de homens que tiveram suas vidas arruinadas por causa de falsas acusações de estupro das feministas. Vejam nesse video os monstros que as mulheres estão se transformando graças ao feminismo. Para essas mulheres do video abaixo, economizar quatro dólares e cinquenta centavos é mais importante e para isso elas não pensam duas vezes em arruinar a vida de um homem inocente e fazê-lo passar o resto da vida atrás das grades. Percebam que NENHUMA DAS MULHERES defende o taxista e logo depois da primeira começar o escândalo, as outras duas a seguem na farsa para não pagar os $13,00 dólares ao taxista. E mostre esse video para uma feminista e ela ainda vai tentar provar que a vítima desse video, foram as mulheres!!

Nos Estados Unidos, 41% das denúncias de estupro são falsas

Estupro tem vários significados, sendo o menos conhecido de aproveitar, dar ou levar pela força;. Ou um ato de abuso, violação ou pilhagem Ter esse esclarecimento, pode-se afirmar que quando os homens são falsamente acusados ??de estupro, tornam-se uma vítima de estupro. Sua reputação e à vida, uma vez que sabia que foi apreendido pela força e emocionalmente, eles foram abusados ??e violados.

Acusações falsas Existem

Em um estudo que abrangem nove anos, sociólogo Eugene J. Kanins descobertas foram que nos Estados Unidos, 41% das denúncias de estupro são falsas. Kanin descobriu que a maioria dos falsos acusadores foram motivados por uma necessidade de um álibi ou vingança buscando. Kanin já foi popular e muito elogiado pelo movimento feminista por sua pesquisa pioneira sobre a agressão sexual masculina. Seus estudos sobre falsas acusações de estupro têm recebido muito pouco interesse.
Estes resultados não são excepcionais. Os EUA da Força Aérea estudou mais de 500 acusações de estupro em 1985 - Mais de 130 dos acusadores admitido, ou pouco antes fez um teste de detector de mentiras ou depois de terem falhado ele, que não o estupro ocorreu. Uma investigação mais aprofundada por revisores independentes que 60% das alegações de estupro originais eram uma farsa.
Linda Fairstein é o chefe da Unidade de Nova York County District Attorney de crimes sexuais. Ela afirma, há cerca de 4.000 relatos de estupro a cada ano em Manhattan. Destes, cerca de 2.000 não aconteceram.
No Canadá, há pouca ou nenhuma justiça para os homens falsamente acusados. Em uma pequena cidade ao norte de Toronto, uma mulher deu Polícia Região York Times um par de cuecas de sangue manchado afirmando que o ex-marido agredido sexualmente sua filha. Provas de DNA provaram que a mulher cortou e colocou a sangue na roupa. Ela foi multada em R $ 25 para o mal público.
Craig Silverman, um promotor Colorado antigo conhecido por seu zelo na acusação de estupradores durante sua carreira, diz que falsas acusações de estupro ocorrem com freqüência assustadora.
O crime de fazer uma falsa alegação não é exclusivo para as mulheres. Em 24 de abril de 2007 TimesOnline informou que Aftab Ahmed, de 44 anos de Bradford, Inglaterra, foi inocentado de uma acusação falsa. Uma adolescente acusou o motorista de táxi de estupro em janeiro de 2006 - Ahmed afirmou: As acusações destruíram a minha família. Tem impacto sobre mim, minha esposa e meus filhos. Para ser acusado de estupro é o crime mais grave na minha religião do Islã. Aftab Ahmed perdeu tudo como resultado. O adolescente foi condenado a apenas quatro meses de detenção.

Mulheres são vítimas Too

Os homens não são as únicas vítimas de mulheres que fazem falsas acusações. As mulheres que são as verdadeiras vítimas de estupro, são mais vitimados por aquelas que fazem falsas acusações. Palavras e ações, por um falso acusador rouba as vítimas da vida real de estupro de serviços extremamente necessários. Esses policiais de abuso de mulheres, promotores e recursos grupo de vítimas, levando dinheiro, tempo e recursos longe daqueles que realmente precisam e merecem ajuda.

A necessidade de justiça

Embora a alteração legislativa é necessária, ela não pode parar imediatamente a freqüência de falsas alegações de violação. A sociedade precisa de leis rigorosas para ajudar no processo de educação que ninguém tem o direito de fazer uma alegação falsa.

Rapaz que foi morto após falsa acusação de estupro foi exumado

Rapaz que foi morto após falsa acusação de estupro foi exumado
05/01/2012
Dimiuir Fonte Aumentar Fonte
2

O Instituto Médico Legal de Campo Mourão exumou na manhã de terça-feira, 3, o corpo do adolescente Héder dos Santos, 17 anos, que morreu na segunda-feira da semana passada, após passar quase um mês com uma bala alojada na coluna vertebral. A exumação foi feita a pedido da justiça, para que o projétil fosse retirado do corpo do rapaz e facilitasse o esclarecimento do crime.
Tudo leva a crer que o rapaz foi baleado por causa de uma falsa acusação de estupro contra ele. É que dois dias antes de ser baleado, no final de novembro, duas meninas, de 11 e 12 anos, o acusaram de estupro.
Mas ao serem encaminhadas para a delegacia, as duas menores foram logo desmascaradas. “Pela experiência que temos, foi possível identificar claramente que elas estavam criando um fato. Tanto que, ao serem submetidas a exames, ficou claro que elas eram virgens e nem mesmo possuíam marcas pelo corpo, que justificasse qualquer tipo de tentativa de violência por parte do rapaz”, disse a delegada Maria Nysa Moreira Nani. O crime chocou a cidade e revoltou a família do rapaz.
A delegada disse que tem pressa em elucidar o crime para ao menos trazer um pouco de alento à família da vítima. “Sabemos que a mãe não poderá mais ter o filho de volta, mas a prisão do responsável por esse crime certamente vai proporcionar um pouco de conforto à família”, afirmou a delegada. Ela disse que a polícia já apreendeu duas armas e algumas cápsulas para análise, além de dois suspeitos que estão presos. “Agora esse projétil retirado do corpo da vítima será encaminhado para uma investigação cientifica para que possamos confrontar com as armas apreendidas e saber qual dos suspeitos presos é o autor dos disparos”, argumentou.
Segundo a delegada, devido a posição em que a bala ficou alojada no corpo da vítima, o IML encontrou dificuldades para fazer a retirada durante a necropsia da semana passada. “Por isso foi feito o sepultamento para que depois de alguns dias esse trabalho ficasse mais facilitado, como aconteceu hoje (ontem). Em poucos minutos o projétil foi retirado apenas com o uso do bisturi.”
. O CRIME - A falsa denúncia contra o rapaz aconteceu no dia 26 de novembro. As duas meninas estariam em um campo de futebol em companhia de outros jovens, quando a menor de 11 anos saiu correndo, dizendo que fora vítima de tentativa de estupro. A Polícia Militar foi acionada e as duas meninas foram encaminhadas ao Conselho Tutelar, que as acompanhou até a Delegacia da Mulher, onde foi registrada a queixa. Em depoimento à delegada, as meninas entraram em contradição e confessaram que haviam mentido.
Santos chegou a ser detido pela PM, mas foi liberado. No entanto, dois dias após a falsa denúncia de estupro, o adolescente trafegava em uma moto quando foi atingido por tiro, disparado segundo testemunhas, por dois homens que ocupavam uma motocicleta. Para a delegada, o crime pode estar ligado diretamente à falsa denúncia. “É muita coincidência esse atentado acontecer dois dias depois dessa denúncia”, diz a delegada. As duas meninas estão sendo acompanhadas pelo Conselho Tutelar e devem ser punidas com medidas socioeducativas (Fonte: Tribuna do Interior).

Fonte: http://www.goionews.com.br/noticia/2012/01/05/rapaz-que-foi-morto-apos-falsa-acusacao-de-estupro-foi-exumado/26026/

Britânica escolhe homens pelo Facebook para criar falsa acusação de estupro

Britânica escolhe homens pelo Facebook para criar falsa acusação de estupro
1

Ana Ikeda 07/06/2013 13:27


Tentativas desesperadas de manter um relacionamento nem chegam aos pés da história inventada por Linsey Attridge, 31. A britânica inventou ter sido estuprada por dois homens que teriam invadido a sua casa para que o namorado na época, Nick Smith, 32, ficasse com pena dela e não terminasse o “romance”. Detalhe: ela usou o Facebook para escolher, aleatoriamente, dois perfis e acusar falsamente os homens pelo estupro que nunca ocorreu.
Segundo o “Daily Mail”, Linsey, moradora de Aberdeen, teria passado três dias procurando perfis de homens em redes sociais para acusá-los do falso estupro. Para tornar a farsa mais “real”, ela teria batido no próprio rosto e rasgado a própria roupa antes de prestar queixa na polícia.
O incidente ocorreu em 2011 e a polícia, sem achar provas para sustentar a versão de Linsey, encerrou o caso dois meses após o início das investigações.
Segundo o ex-namorado dela, o tempo foi suficiente para tornar um inferno a vida dos dois homens escolhidos aleatoriamente no Facebook. Os dois supostos suspeitos foram presos, interrogados e passaram por exames forenses. “Eu sinto pena deles. Não sei quem são, ela simplesmente os escolheu no Facebook”, disse em entrevista.

Ampliar


Facebook e Twitter ''denunciam'' casos de fraude, roubo e mau comportamento; veja 98 fotos 98 / 98
7.jun.2013 - Linsey Attridge, 31, inventou ter sido estuprada por dois homens que teriam invadido a sua casa para que o namorado, Nick Smith, 32, ficasse com pena dela e não terminasse o ""romance"". Detalhe: ela usou o Facebook para escolher, aleatoriamente, dois perfis e acusar falsamente os homens pelo estupro que nunca ocorreu Reprodução/Daily Mail
Antes de terminar o namoro que durou 18 meses, Smith conta ter consolado durante semanas a namorada — achando que ela de fato havia sido estuprada enquanto ele estava fora jogando futebol com os amigos.
Linsey foi indiciada por falso testemunho e condenada pela Justiça britânica no início deste mês a cumprir 200 horas de trabalho comunitário. “Achei a sentença ridícula. Saí da corte assim que ouvi isso. Acho que o sistema judiciário falhou”, declarou Smith.

Lá do Daily Mail.

Foto: Reprodução/Daily Mail.

Feminismo acusa falsamente rapaz de estupro e destrói a vida dele




Pressionando Desembargador Ari Jorge Moutinho da Costa


Justiça e Governo do Amazonas: Indenizem inocente que contraiu AIDS depois de 3 anos preso injustamente


Em 2003, o ajudante de pedreiro Heberson Oliveira foi acusado de entrar numa casa na periferia de Manaus e estuprar uma criança no quintal. Ele foi para a cadeia, onde aguardou julgamento por três anos jurando inocência. O rapaz sem antecedentes criminais assistiu a rebeliões, entrou em depressão, foi abusado sexualmente por outros presos e contraiu o vírus HIV.
Até que uma defensora pública mostrou que não havia provas suficientes. O juiz concedeu a liberdade. Mas Heberson nunca mais seria um homem livre.
7 anos após a absolvição, ele segue desempregado pelo preconceito. Hoje cata latinhas nas ruas e consume drogas. “Eu morri quando me fizeram pagar pelo que não fiz”, diz Heberson aos 32 anos, que não toma o coquetel contra a Aids.
Heberson não entrou com um pedido de indenização contra o Estado. Perdeu a fé na Justiça e nenhum dinheiro amenizaria sua dor. Tudo o que ele quer é uma casa para os filhos e um emprego que lhe devolva a dignidade. Heberson está livre da cadeia, mas preso ao passado.

Fonte: https://www.change.org/pt-BR/peti%C3%A7%C3%B5es/justi%C3%A7a-e-governo-do-amazonas-indenizem-inocente-que-contraiu-aids-depois-de-3-anos-preso-injustamente?utm_source=action_alert&utm_medium=email&utm_campaign=23298&alert_id=WZGPKJyRcr_dZtiyfreHh

Só mulheres estragadas e entediadas são atraídas pelo feminismo

Da leitura do excelente livro de Eric Hoffer, "Fanatismo e Movimentos de Massa", nós já vimos que a matéria prima que todo movimento de massas usa para incrementar suas fileiras de soldados é através do recrutamento de pessoas estragadas e fracassadas do mais variado matiz. Mas existem muitos tipos de fracassados e qual é o tipo de perdedora que mais é atraída pelo movimento feminista? Na verdade, não são as mulheres exploradas e oprimidas que são atraídas pelo feminismo; mas as fúteis, desocupadas, mimadas, com bom padrão financeiro e entediadas. Nos primeiros estágios de todo movimento de massa, não só do feminismo, os que mais simpatizam e apoiam tais movimentos são as entediadas e não as exploradas e oprimidas. Para uma fomentadora deliberada de feminismo militante, a noticia de que as mulheres estão entediadas deve ser tão estimulante quanto a de que as mesmas mulheres sofreriam abusos econômicos ou políticos.
Quando as pessoas estão entediadas, é com os seus próprios egos que estão principalmente aborrecidas. A consciência de uma existência árida, sem significado, é a principal fonte de tédio. As pessoas que não têm consciência de sua separação individual, como é o caso dos membros de uma tribo, igreja, partido, etc., não são acessíveis ao tédio. Daí o combate odioso que o feminismo deflagra contra todas as religiões, e contra a familia, pois estas insituitções fazem as mulheres se sentirem parte de um grupo e, portanto, imunes às falácias de doutrinação mentirosas do feminismo. O individuo diferenciado só se livra do tédio quando está dedicado a trabalho criador ou a alguma ocupação absorvente, ou quando está totalmente imerso na luta pela existência. A busca do prazer e a dissipação são paliativos ineficazes.
O tédio é responsável pela quase invariável presença de solteironas e mulheres de meia-idade no nascimento de movimentos de massa, como o feminismo. O tédio das solteironas e das mulheres que não mais podem encontrar alegria e realização no casamento provém da consciência de uma vida estéril, desperdiçada. Abraçando uma causa sagrada e dedicando suas energias ao seu progresso, elas encontram uma nova vida cheia de propósito e significação.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Por que o feminismo quer destruir a família?

No excelente livro de Eric Hoffer: "Fanatismo e Movimentos de Massa", ele desmascara a falsidade de todo movimento de fanatismo - os movimentos que terminam com o sufixo "ismo" - e na página 36, ele nos explica porque todos os movimentos de fanatismo atacam as familias através do feminismo, do movimento gay, dos divórcios e de outras trapaças de reengenharia social. Vou citar alguns trechos do capitulo:
"Os pobres que são membros de um grupo compacto - uma tribo, uma família intimamente unida, um grupo racial ou religioso compacto - são relativamente livres de frustração e, portanto, quase imunes ao apêlo de um movimento de massa proselitista O membro de um grupo compacto possui um 'ponto de revolta' mais alto do que o individuo autônomo. É necessário maior miséria e humilhação pessoa para levá-lo à revolta.
Os fortes laços de família dos chineses foi provavelmente o que os conservou, durante várias eras, relativamente imunes ao apêlo dos movimentos de massa. É evidente que um movimento de massa proselitista precisa romper todos os laços de grupo existentes se quiser conquistar seguidores em número considerável. O convertido potencial ideal é o individuo que está só, que não possui corpo coletivo onde possa mesclar-se e perder-se e assim disfarçar a pequenês, insignificância e monotonia de sua existência individual. Quando um movimento de massa encontra o padrão coletivo de família, tribo, país, etc., em estado de ruína e decadência, é só entrar e fazer sua colheita. Se encontra o padrão coletivo em bom estado, precisa atacar e arruiná-lo.
No mundo onde ainda é um movimento em luta, o comunismo faz tudo o que pode para romper os laços de família e desacreditar os laços nacionais, raciais e religiosos.
A atitude dos movimentos de massa nascentes em relação à família é de considerável interesse. Quase todos os movimentos contemporâneos demonstraram, em sua fase inicial, uma atitude hostil para com a família, e fizeram o possível para desacreditá-la e destruí-la. Fizeram-no solapando a autoridade dos pais; facilitando o divórcio; tomando a responsabilidade de alimentar, educar e entreter as crianças; e estimulando os filhos ilegítimos. Habitação promíscua, exílio, campos de concentração e terror também ajudaram a enfraquecer e romper os laços de família.
É estranho que aquele que prega o amor fraternal também prega contra o amor de pai, mãe, irmão, irmã, esposa e filhos. O sábio chinês Mo-Tzu, que advogava o amor fraternal, foi justificadamente condenado pelos Confucionistas que veneravam a família acima de tudo. Argumentaram que o princípio do amor universal dissolveria a família e destruiria a sociedade. O proselitizador que chega e diz "Segue-me" é um destruidor da família, mesmo que não tenha consciência de qualquer hostilidade para com a família e não tenha a menor intenção de enfraquecer a sua solidez.
Como seria de esperar, a desagregação da família, qualquer que seja a sua causa, cria automáticamente um espírito coletivo e uma propensão ao apê-lo dos movimentos de massa.
A invasão japonêsa sem dúvida enfraqueceu o compacto padrão familiar dos chineses e contribuiu para o recente aumento de sua receptividade ao nacionalismo e ao comunismo. (Este livro foi publicado em 1951 e, portanto a revolução comunista chinesa ainda era recente. Mas observem como tudo o que ele previu se aplica hoje ao proselitismo do feminismo contra a familia). No mundo Ocidental industrializado a família é enfraquecida e desagregada principalmente por fatôres econômicos. A independência econômica das mulheres facilita o divórcio. A independência econômica dos jovens enfraquece a autoridade paterna e também apressa um afastamento precoce do grupo familiar. O poder de atração dos grandes centros industriais sobre as pessoas que vivem em fazendas e em cidades pequenas força e rompe os laços de família. Enfraquecendo a família, esses fatores contribuem um pouco para o crescimento do espírito coletivo dos tempos modernos."

                                                                            .........

P.S: Percebem aqui o verdadeiro objetivo do feminismo ao defender o aborto, o infanticidio, o homossexualismo, a pedofilia, o divórcio e o ódio contra os homens? Percebem agora por que o feminismo sempre ataca a família e a religião? Tudo o que o feminismo quer é o mesmo que qualquer movimento de fanatismo sempre quis: Poder absoluto. Mas para isso, o feminismo precisa destruir as famílias e eliminar os movimentos concorrentes, fazendo com que cada mulher odeie os homens e auto-sabotem os relacionamentos, sem constituir familias, ficando sozinhas. O Feminismo quer que as mulheres fiquem SOZINHAS e solitárias, isoladas, SEM FAMILIA, porque só assim as mulheres se tornarão a massa de manobra que o feminismo precisa para alcançar cada vez mais PODER..

Como os homens devem se comportar, segundo o Masculinismo

Este video representa o que todos nós temos que fazer com o feminismo e com as feministas:






Como os homens devem se comportar, segundo o feminismo

Este video mostra como o feminismo quer que os homens se comportem diante das ofensas e da violência do feminismo:


Toda mulher precisa combater o feminismo


Site de ódio Feminista: Eu odeio homens

Site de ódio Feminista: Eu odeio homens

 
Caros leitores, vejam só este site que eu encontrei na internet: http://odeiohomens.tumblr.com/

Observem que as feministas ODEIAM OS HOMENS e não o machismo; enquanto nós aqui neste site sempre reafirmamos que somos a favor das MULHERES; mas somos contra o FEMINISMO.

Vou citar apenas uma frase que eu retirei desse site tipicamente feminista: "odiar os homens é indispensável ao meu amor-próprio, é uma extensão natural do meu respeito por mim mesma e por outras mulheres. Odiar os homens é auto-preservação. Odiadoras de homens existimos porque estamos fartas do que os homens fazem para mulheres e meninas. Eu não odeio os homens porque adoro luta e conflito, eu odeio porque eu não posso me dar ao luxo de não odiá-los. Além disso, faz bem."

terça-feira, 25 de junho de 2013

Feminismo e o homem descartável

Quando feminismo vira sexismo

A queda do feminismo

Não devemos nada ao feminismo por Talyta Carvalho.

Não devemos nada ao feminismo por Talyta Carvalho.

Publicado em dezembro 14, 2012 by Mulheres contra o feminismo
Padrão



Belo texto contra a ditadura feminista e o marxismo cultural feminista:

“As feministas chamaram de libertação a saída forçada da lar para trabalhar; sua intolerância tornou constrangedor decidir ser dona de casa e cuidar dos filhos
Na história da espécie humana, a ideia de que a mulher deveria trabalhar prevaleceu com frequência muito maior do que a ideia de que deveria ficar em casa cuidando dos filhos.
Não raro, o trabalho que cabia à mulher era árduo e de grande impacto físico. Para a mulher comum na pré-história, na Idade Média, e até o século 19, não trabalhar não era uma opção.
Uma das conquistas do sistema econômico foi que, no século 20, a produtividade havia aumentado tanto que um homem de classe média era capaz de ter um salário bom o suficiente para que sua esposa não precisasse trabalhar.
No período das grandes guerras e no entreguerras, a inflação, os altos impostos e o retorno da mulher ao mercado de trabalho (que significou um aumento da mão de obra disponível) diminuíram de tal modo a renda do homem comum que já não era mais possível que maioria das mulheres ficasse em casa.
Esse movimento forçado de saída da mulher do lar para o trabalho as feministas chamaram de libertação.
Óbvio que não está se defendendo aqui que as mulheres não possam trabalhar, não casar, não ter filhos ou que não possam agir de acordo com as suas escolhas em todos os âmbitos da vida. Não é essa a questão para as mulheres do século 21 pensarem a respeito.
O ponto da discussão é: em que medida a consequência do feminismo, para a mulher contemporânea, foi o estrangulamento da liberdade de escolha?
Explico-me. Por muito tempo, as feministas reivindicaram a posição de luta pelos direitos da mulher, exceto se esse direito for o direito de uma mulher não ser feminista.
Assumir uma posição crítica ao feminismo é hoje o equivalente a ser uma mulher que fala contra mulheres. Ilude-se quem pensa que na academia há um ambiente propício à liberdade de pensamento.
Como mulher e intelectual, posso afirmar sem pestanejar: nunca precisei “lutar” contra meus colegas para ser ouvida, muito pelo contrário. A batalha mesmo é contra as colegas mulheres, intolerantes a qualquer outra mulher que pense diferente ou que não faça da “questão de gênero” uma bandeira.
Não ser feminista é heresia imperdoável, e a herege deve ser silenciada. Até mesmo porque há muito em jogo: financiamentos, vaidades, disputas de poder, privilégios em relação aos colegas homens -que, se não concordam, são machistas e preconceituosos, claro.
Outro direito que a mulher do século 21 não tem, graças ao feminismo, é o direito de não trabalhar e escolher ficar em casa e cuidar dos filhos -recomendo, sobre a questão, os livros “Feminist Fantasies”, de Phyllis Schlaffly, e “Domestic Tranquility”, de F. Carolyn Graglia.
Na esfera econômica, é inviável para boa parte das famílias que a esposa não trabalhe. Na esfera social, é um constrangimento garantido quando perguntam “qual a sua ocupação?”. A resposta “sou só dona de casa e mãe” já revela o alto custo sóciopsicológico de uma escolha diferente daquela que as feministas fizeram por todas as mulheres que viriam depois delas.
O erro do feminismo foi reivindicar falar por todas, quando na verdade falava apenas por algumas. De fato, casamento e maternidade não são para todas as mulheres. Mas a nova geração deve debater esses dogmas modernos sem medo de fazer perguntas difíceis.
De minha parte, afirmo: não devo nada ao feminismo.”

TALYTA CARVALHO, 25, é filósofa especialista em renascença e mestre em ciências da religião pela PUC

Texto retirado da jornal Folha de São Paulo.

Link: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/29978-nao-devemos-nada-ao-feminismo.shtml

PORQUE SOU CONTRA O FEMINISMO

Obs: O Texto abaixo foi escrito por uma MULHER e publicado no facebook. O link da fonte no facebook está logo no final do texto.

PORQUE SOU CONTRA O FEMINISMO
por Nati Sttrazzeri (Notas) em Quinta, 23 de maio de 2013 às 00:16


OBS: EU NÃO SOU MACHISTA E NEM REACIONÁRIA! SOU HUMANA ACIMA DE QUALQUER COISA!

Há duas semanas atrás, rolou uma campanha na internet no qual várias mulheres (eu estou incluída) postaram fotos com cartazes dizendo porque eram contra o feminismo, e as femimimiministas demoraram este tempo todo para dar umas respostas tão idiotas e superficiais e mostrarem todo o ódio,intolerância e recalque de pessoas que pensam diferente delas. Bem, eu nem sei se eu devia estar escrevendo isso, mas como elas tiveram tanta consideração em divulgar a minha foto, mesmo eu sendo duramente criticada, resolvi ter um pouco de consideração, embora elas não mereçam.
Cleópatra, Joana D'arc, Marie Curie (para quem não sabe, foi ela quem descobriu os elementos químicos Polonio e Rádio, e vencedora do prêmio nobel em 1903) Madre Teresa de Calcutá, Rainha Elizabeth, Anita Garibaldi,Maria Quitéria (heroína da Guerra de Independência e patronesse do Quadro Complementar do Exército Brasileiro), Beatrix Potter, Margareth Tatcher (considerada a mulher mais poderosa do séc XX), Ayn Rand (autora dos livros “A Nascente” e “A Revolta de Atlas”, considerada a obra mais influente dos EUA, depois da Bíblia). As duas mulheres citadas por último (Margareth Tatcher e Ayn Rand) eram contra o feminismo. Todas as mulheres acima, fizeram história e não precisaram de clemência dos homens e nem bancarem as vítimas para se destacarem, elas só precisaram lutar contra elas mesmas!
As mulheres eram altamente cultuadas nas culturas antigas (Creta, Suméria, Egito, Balibônia, Grécia, Roma) e a feminilidade era venerada em figuras de diversas deusas. Muitas mulheres também se destacaram no mundo clássico, como sacerdotisas, sábias, filósofas, matemáticas. E também tinha a mitologia das mulheres guerreiras (as amazonas).
E as líderes feministas que vocês idolatram?? O que elas fizeram para a humanidade?? Tentar matar Andy Warhol, um dos artistas mais influentes da história (Valeria Solanas)?? Falar que mulheres donas de casas são parasitas e que a família é uma instituição falida (Simone de Beauvoir, Barbara Findlen, Kate Miller)?? Promover discurso de ódio contra os homens (Cheryl Clarke, Sheila Jeffrys, Marilyn French, Hodee Edwards, Catherine MacKinnon, Andrea Dworkin, Susan Brownmiller, Catherine Comins entre outras)?? Abusar psicologicamente da própria filha (Alice Walker)??
A única manifestação louvável foi das Sufragistas Femininas, que na verdade não eram “feministas”, pois eram pró-família, pró-vida e conservadoras. As feministas mais ortodoxas rejeitam estes rótulos.
É sério que vocês acham que as mulheres só trabalham e estudam graças ao feminismo??? Que piada mais sem graça!! São vocês que precisam estudar um pouco mais de história! As mulheres já faziam isso bem antes deste movimento existir!Na Idade Média, as mulheres tinham acesso a grande parte das profissões, assim como o direito à propriedade.Também assumiam a chefia da família quando se tornavam viúvas. Também estudaram nas universidades da época, inclusive, davam aulas, como a física Trótula de Salerno. Nesta época,também fundaram mosteiros e conventos, escreviam peças de teatro, como por exemplo, Rosvita de Gandersheim. E também, fundaram escolas, como Ana Comnena.
Na época da Revolução Industrial, muitas mulheres deixaram os campos em busca de emprego e educação. Com isso, os direitos das mulheres avançaram bastante, algo que não teria ocorrido não fosse a Revolução Industrial. Entretanto, a ligação entre o capitalismo e o direitos das mulheres se perdeu ao longo do tempo. Na década de 1960/1970, com a segunda onda do“movimento feminista”, estas mulheres que fingem em nos representar, começaram a agir de má-fé e praticamente, “cuspiram no prato que comeram” em algo que havia contribuído bastante para nós, mulheres. Ao invés de defenderem a liberdade de mercado, em nome dos “direitos iguais”, elas exigiram que muitos privilégios se tornassem leis. O livre mercado foi praticamente demonizado, sendo retratado como uma ferramenta opressora que deveria ser combatida, com ações afirmativas, como por exemplo, o sistema de cotas (isso acaba mostrando como as feministas afirmam que mulheres são inferiores aos homens). Elas simplesmente pegaram a ideologia de Karl Marx, um dos maiores cretinos que o mundo já teve, e adaptaram ao movimento. O “burguês opressor” foi substituído por “homem opressor”, o“proletariado explorado” pela “mulher oprimida" e o “capitalismo” por “patriarcado".(Eu, sendo liberal, não consigo levar um movimento de esquerda a sério).
E antes que eu me esqueça, no começo do século XX, a produtividade havia aumentado tanto que um homem de classe média era capaz de ter um salário que dava para sustentar toda a família e com isso, muitas mulheres optaram ficar em casa. Entretanto, no período das grandes guerras, a inflação e os impostos estratosféricos, fizeram com que a renda do homem caísse drasticamente, e consequentemente, as mulheres retornaram ao mercado de trabalho, pois uma só pessoa não conseguiria sustentar a família.
Hoje em dia, é muito mais fácil ser mulher do que ser homem. Não precisamos servir o exército, temos direito à licença maternidade, uma delegacia exclusiva para nós (eu acho desnecessário, pois agressão física já é considerado crime, independente de sexo, cor, religião), nos aposentamos mais cedo, vivemos mais que os homens, seguro de carro é mais barato para nós, temos direito à meia entrada em casas noturnas (não, eu não gosto destes lugares). Até agora, eu não vi nenhuma feminista reclamando destas exclusividades...
Como elas querem respeito chamando mulheres que discordam delas de vadias, putas, vacas e outros termos vulgares?? É por isso que elas não se sentem respeitadas! Os comentários arrogantes e intolerantes só confirmam algumas certezas que eu tenho: elas são pirracentas, amargas, recalcadas, rancorosas, incoerentes e vitimistas.
Talvez, se muitas de vocês não passassem tanto tempo na internet cuspindo veneno, poderiam estar ganhando a mesma coisa e até mais que os homens! Não estou interessada em arranjar pretendente pela internet, pois eu tenho um namorado que além de ser meu companheiro de todas as horas, é um homem maravilhoso (muito diferente dos homens feministas, que na verdade, são uns machistas enrustidos)!! Realmente se eu quisesse aparecer, eu iria na "Marcha das Vadias", de topless e ficaria segurando um cartaz com a seguinte frase: "Ei, Machista! Minha B*#a é o Poder".
É isso que eu tenho para falar e pronto! Não estou interessada em perder meu tempo discutindo com feminazis e esquerdopatas, pois discutir com este tipo de gente, é a mesma coisa que jogar xadrez com um pombo...
As feministas me odeiam, não é mesmo? E eu não as culpo. Afinal, eu odeio o feminismo. É puro veneno. (Margareth Tatcher)

Alguns links interessantes:

http://mulherescontraofeminismo.wordpress.com/2013/03/06/o-que-as-lideres-feministas-pensam-sobre-sexo-casamento-e-sobre-o-homem/

http://mulherescontraofeminismo.wordpress.com/2013/04/02/mulheres-cultas-trabalhadoras-ameacadas-por-serem-contra-o-feminismo-e-suas-mentiras/

http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1370

http://www.youtube.com/watch?v=ks0THJBPwpk

http://www.youtube.com/watch?v=gaA_nlho6Kw


Texto retirado do facebook: https://www.facebook.com/notes/nati-sttrazzeri/porque-sou-contra-o-feminismo/10200176572360968

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Por que combater o feminismo?

Como combater o feminismo

Como algumas pessoas tiveram dificuldade em baixar o meu livro da internet para seus computadores, eu disponibilizei uma versão grátis do meu livro em pdf no site do Scribb. O livro completo para vocês lerem está incorporado logo abaixo:





O link para vocês baixarem o livro direto do site do scribb é: http://pt.scribd.com/doc/145871665/Por-Que-e-Como-Combater-o-Feminismo

O que fazer com o feminismo e com as feministas?

Este video representa o que todos nós temos que fazer com o feminismo e com as feministas:






Quando o feminismo vai chegar à conclusão de que "venceu"?


















Mulheres contra o feminismo ao redor do mundo (não precisamos do feminismo e nem das feministas)


Mulheres contra o feminismo ao redor do mundo (não precisamos do feminismo e nem das feministas)

Publicado em maio 8, 2013 by Mulheres contra o feminismo
Padrão



Muita feminista adora pensar que é o exemplo de “mulher maravilha perfeita-intelectual-diferente-vimimista-forte bla bla bla e acha e/ou finge que é impossível existirem mais mulheres contra as terroristas do movimento feminista,quer seja este desde o feminismo mentirosamente mais calmo “paz e amor” até as radicais do Femen. Nos EUA e no resto do mundo muitas outras mulheres se manifestam contra o femininsmo com postamos no passado aqui no blog. Existem inclusive n outras mulheres fazendo vlogs no You Tube CONTRA o feminismo. Mas as feministas gurus e as massa de manobra adoram ficar criando desculpas, adoram ofender quem discorda delas e fazer patrulhamento ideológico e tentar censuras outras pessoas (algo comum de grupos marxisas culturais que fazem a propaganda de “liberdade” da boca para fora). Elas podem tentar, mas elas não vão nos calar.

Elas deveriam ver estas fotos abaixo, além de lerem sobre outras pensadoras, intelectuais, escritoras, etc, contra o feminismo neste nosso post antigo aqui.

















E aqui no Brasil? Embora o marxismo cultural e o feminismo queiram calar as nossas bocas, também protestamos contra o feminismo (para a raiva das feministas que querem nos censurar usando n estratégias, ofensas, ameaças, mentiras sobre o passado, etc).



Lembram de uma Primeira-Ministra que nunca deveu nada as feministas?



Para finalizar sempre surgem umas feministas loucas- sem saber do que falam nos chamando de machistas por discordarmos delas, mesmo que elas afirmem de pés juntos que o oposto de machismo nunca foi feminismo. Esta é uma técnica manipulativa feminista ( a estratégia da falsa dicotomia) que é usada quando convém para muitos fins: atrair mais seguidoras, censurar quem discorda das feministas, propaganda e vitimismo. Por isso a falta de objetividade em delimitar o assunto pois nem elas acreditam mesmo no movimento feminista. Comportam-se como pura massa de manobra burra e barata. As que acreditam realmente no feminismo negam a realidade e a hipocrisia das frases prontas que o movimento mete nas cabeças delas. Falam uma coisa e fazem outra. Afinal, toda boa feminista adora se contradizer e colocar a culpa em alguém.



Isto é o feminismo e a sua tradicional falsa dicotomia usada quando convém.

Fonte: http://mulherescontraofeminismo.wordpress.com/

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...