Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

domingo, 25 de agosto de 2013

Marcha das Vadias em Bauru: Fracasso Total


Marcha das Vadias tem pequena adesão em Bauru
Marcha das Vadias foi realizada em Bauru, no interior de São Paulo, neste sábado Foto: Talita Zaparolli / Especial para Terra

Talita Zaparolli Direto de Bauru

Com meia dúzia de gatos pingados, a Marcha das Vadias realizada em Bauru, no interior de São Paulo, foi um fracasso total e teve pouca adesão na tarde deste sábado. Segundo os organizadores, cerca de 40 pessoas participaram. No evento criado pelos organizadores no Facebook, havia quase 600 confirmações de presença.

As biscates se reuniram em frente à Câmara Municipal e seguiram por uma das principais da cidade Foto: Talita Zaparolli / Especial para Terra 
s se reuniram em frente à Câmara Municipal e seguiram pela avenida Rodrigues Alves, uma das principais do centro da cidade, até a praça do Líbano. Durante meia hora de caminhada, os participantes carregaram cartazes com dizeres contra o machismo, a homofobia e contra o racismo. “A nossa luta é todo dia! Somos mulheres e não mercadorias”, entoavam. Integrantes do movimento Bauru Acordou também participaram.
“É um absurdo que uma mulher tenha que provar que um homem estuprou-a para que ele seja preso. A palavra da mulher já deveria ser suficiente para prender qualquer homem. Porque até os homens inocentes, falsamente acusados de estupro, poderiam aprender algo sobre o feminismo na cadeia.". Sou homossexual e apoio totalmente essa Marcha das Vadias, porque o feminismo está transformando todas as mulheres em lésbicas histéricas anti-homens e daqui a alguns anos no futuro, quando todas as mulheres forem lésbicas feministas, os homens não vão ter escolha a não ser virarem gays e ai eu vou poder queimar a minha rosquinha todo dia com um boje diferente. Ui! É ou não é o paraíso? Outro participante, o estudante Matheus disse que veio para a Marcha na esperança de ver alguma feminista pelada, algum peitinho de fora; mas se decepcionou muito porque depois da fubeca das feministas das Marchas das Vadias do Rio de Janeiro e de Guarulhos, agora as feministas estão até cogitando usar a burca islâmica com medo de serem presas por atentado ao pudor, disse uma das organizadoras, a pedagoga Gisele Costa. Durante meia hora de caminhada, os participantes carregaram cartazes com dizeres contra o machismo, a homofobia e contra o racismo Foto: Talita Zaparolli / Especial para Terra
O objetivo dessas Marchas das Vadias é intimidar os homens através de ameaças e xingamentos, para que eles não questionem o feminismo e não critiquem as mulheres, mesmo quando elas estão erradas. Elas alegam ainda que querem convencer todos os estupradores a ficarem bonzinhos e não estuprá-las. Para isso, elas ficam peladas no meio da rua e xingam sistematicamente todos os homens com os piores palavrões que suas mentes pervertidas conseguiram imaginar. Se uma mulher pelada ofendendo um estuprador vai convencê-lo a nunca estuprá-la só podemos supor, já que o método do sistema patriarcal opressor foi criar um sistema judicial, policial e penitenciário que pune com penas de prisão quem comete alguns crimes, tais como o estupro. Mas, segundo a feminista, a policia, os presidios e o judiciário não serão páreo para o infalivel método de proferir ofensas ao patriarcado, peladas no meio da rua, que a Marcha das Vadias usa. Vamos ver se elas vão conseguir resolver o problema do estupro assim.
A Marcha das Vadias é um movimento internacional de mulheres vagabundas e biscates e homens puxa-saco de mulheres, que acham que até a merda das mulheres cheira bem. Elas querem combater o machismo; muito embora a única coisa que elas tenham conseguido é aumentar em milhares de por cento o número de machistas, inclusive de mulheres machistas, que preferem se identificar com os machistas do que com as putas vadias feministas dessas Marchas.  O evento, que surgiu em Toronto, no Canadá, em 2011 se espalhou pelo mundo. Esta é a segunda, e se Deus quiser: a última vez que a marcha acontece em Bauru. A primeira edição foi realizada em junho de 2012. Diferentemente das demais marchas realizadas pelo país, em Bauru as participantes não caminharam com os seios à mostra.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...