Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Feminismo propõe o fim da democracia e a implantação da ditadura das mulheres

Vejam abaixo um trecho de um texto que eu retirei do site: 
 http://www.feminismo.org.br/livre/index.php?option=com_content&view=article&id=99996438:carta-das-mulheres-brasileiras-ao-congresso-nacional&catid=81:europe&Itemid=598

"Nós, mulheres, somos mais de 50% da população e menos de 10% do Congresso Nacional. Tamanho déficit democrático coloca o Brasil em penúltimo lugar no ranking latino americano e na centésima quinta posição no âmbito global, em termos de presença de mulheres no Parlamento. Isso é inaceitável! Além do vexame, da injustiça, este é um dos indicadores principais que impede o Brasil de atingir as Metas do Milênio. Também por isso, o Comitê sobre a Eliminação da Discriminação contra as Mulheres (CEDAW) das Nações Unidas recomendou ao Estado Brasileiro alterar sua legislação com vistas a aumentar a participação das mulheres na política.
Mais do que cotas, nós queremos mudanças nas condições de participação política das mulheres, da população negra, LGBT e demais setores populares que hoje estão sub-representados no parlamento.
Nós, mulheres, e em especial as mulheres negras e indígenas, estamos sub-representadas na política porque ainda vivemos numa sociedade patriarcal, racista e colonialista que perpetua desigualdades.
Com as atuais regras que regem os processos eleitorais nós jamais teremos como competir em condições de igualdade. Entendemos que para ampliar a participação é preciso mudar as regras do jogo, que privilegiam algumas pessoas e excluem outras."




Nosso comentário: Deixem-me traduzir o que significa o texto acima: As feministas querem abolir a democracia e implantar uma ditadura feminista. Se essa proposta feminista for aprovada, a democracia deixará de existir no Brasil, porque os votos da maioria do povo não farão a menor diferença sobre quem será eleito, já que haverá uma cota feminista LGBT que imporá pela força e truculência as candidatas feministas comprometidas com a destruição da familia e da civilização cristã. Elas dizem que as mulheres são 50% da população e menos de 10% do Congresso Nacional e que isso é errado. Mas eu refuto esse argumento com dois simples pontos: Primeiro: as mulheres estão subrepresentadas no Congresso por culpa delas mesmas, que se preocupam mais em por silicone na bunda para virarem dançarinas de bailes funk, do que com questões politicas. Segundo: Se esse raciocinio estatístico que elas apresentaram fosse verdadeiro, então o que nós haveriamos de dizer sobre a sub-sub-sub-representação dos religiosos no Congresso Nacional? No Brasil, mais de 90% da população são Cristãos, ou católicos ou Evangélicos; mas mesmo assim, menos de 0,5% dos deputados estão comprometidos com a causa religiosa. É só o Pastor Marco Feliciano que está lá, sozinho, levando pedrada e linchamentos morais todo dia, sendo processado pela OAB para retirar dele o mandato, porque ele é religioso e representa 90% da população brasileira, que também são de Cristãos (Católicos + Evangélicos). Se as mulheres estão com 10% das cadeiras da casa, apesar de serem 50% da população, isso está bom demais para elas, já que os Cristãos, que são mais de 90% da população, não possuem nem 1% das cadeiras no Congresso Nacional. Aliás, não possuem nem 0,5% das vagas de lá.
Na verdade o que o feminismo quer? Elas querem implantar uma ditadura nazi-feminista no Brasil, para impor pela força as leis de supremacia feminina, escravizando todos os homens aos caprichos femininos.
O texto inteiro é mentiroso e falacioso. É inacreditável a cara de pau dessas feministas. Elas dizem que a nossa sociedade atual é PATRIARCAL!! Meu Deus!! Se nós homens estivessemos mesmo no controle, por que razão fariamos tantas leis que só beneficiam as mulheres em detrimento de nós próprios? Não minha cara feminista mentirosa, nós NÃO VIVEMOS NUM PATRIARCADO; MAS SIM NUM PESADELO DE MATRIARCADO FEMINISTA SUPREMACISTA FEMININO. Nosso país não é racista, todos tem igualdade de oportunidades e nenhum cargo ou posição é vedado a brasileiro nenhum por motivo de racismo. Racismo é perseguir alguém, tirar os direitos de alguém por motivo de raça. Onde é que está o mitológico racismo brasileiro? Só se for racismo contra homens brancos, esse racismo sim ainda existe, graças a feministas hipócritas como você. Os homens brancos são demonizados desde crianças, estão sendo castrados em sua masculinidade, falsamente acusados por crimes que não cometeram, caluniados, perseguidos, injustiçados, roubados, agredidos, esfolados vivos nas pensões de divórcios para beneficiar alguma mulher oportunista e aproveitadora. Que Patriarcado é esse onde NÃO EXISTE NENHUMA ONG DEFENDENDO OS DIREITOS DOS HOMENS? Por outro lado, existe uma associação feminista em cada esquina de cada cidade brasileira, recebendo bilhões de reais todos os anos do governo para promover o vitimismo feminino.
Nos EUA da América, os Pais fundadores da nação foram extremamente inteligentes. Eles conseguiram derrotar militarmente a maior potência econômica e militar da época: O Império Britânico. E fizeram uma Constituição, em 1776, que está em vigor ATÉ HOJE. Nessa Constituição eles inseriram vários direitos aos cidadãos americanos, tais como o direito de voto, o direito a igualdade, o direito à busca da felicidade, mas mais importante: eles deram o direito inalienável de cada cidadão americano possuir e adquirir livremente uma arma de fogo. Até hoje tem esquerdistas querendo retirar esse Direito; mas graças ao bom Deus o povo americano sempre consegue resistir a essas investidas. Mas por que os pais fundadores, como Benjamim Franklin, Thomas Jefferson inseriram o direito de todo o povo possuir armas de fogo? Esse direito não foi previsto para proteger os cidadãos dos criminosos; mas sim, para protegê-los do Estado. O que os fundadores da América queriam é que o povo tivesse um meio de se defender pela força das armas, caso uma tirania fosse implantada na América. Caso algum partido, alguma associação, ou o exército tentasse dar um golpe de Estado para acabar com a democracia americana, o povo inteiro poderia se levantar em armas contra os golpistas e restaurar a democracia pela força. No Brasil nós nunca tivemos o direito de ter armas de fogo, sob o pretexto de que elas só seria usadas contra criminosos, mas já havia a policia contra eles. Qual foi o resultado disso? Em 1889 houve um golpe de Estado que derrubou a Monarquia. Em 1891 houve outro golpe militar. Em 1930 houve uma revolução armada que tomou o poder. Em 1932 houve uma outra revolução armada que tentou dar um golpe de Estado. Em 1937 o governo deu um golpe de Estado e implantou uma ditadura. Em 1945 o exército deu um golpe de Estado e retirou Getulio Vargas do Poder. Em 1964 o Exército deu outro golpe de Estado e tomou o poder, que manteve até 1985. Comparem os EUA com o Brasil: Brasil - independente desde 1824 e já sofreu 7 golpes militares de Estado. Estados Unidos - independente desde 1776 e não sofreu NENHUM golpe militar até hoje. A democracia norte-americana é continua desde 1776. A nossa, no Brasil, existe desde 1985, com o primeiro presidente eleito: Fernando Collor de Mello, eleito em 1989; mas que não chegou a terminar o seu mandato, tendo sofrido um golpe de Estado "democrático" e foi escorraçado do poder em 1991-1992. E qual é a grande diferença entre o Brasil e os EUA que explique toda essa diferença? Lá nos EUA, o povo tem o direito de ter quantas armas de fogo quiser e se um governante tentasse implantar uma tirania lá, o povo teria como se defender e exército nenhum é capaz de derrotar toda uma população armada e motivada a combater. Sabem quem são as pessoas que propõem o desarmamento? Aquelas pessoas que planejam implantar uma ditadura e não querem que o povo tenha com o que se defender. A URSS aprovou no começo dos anos 20 uma lei obrigando o desarmamento do povo russo. Um ano depois, com a população desarmada, Lênin e Stálin começaram o genocídio contra o povo russo, começando um morticinio que ceifou a vida de mais de 40 milhões de soviéticos. Sabem qual foi outro país que aprovou uma lei de desarmamento da população? A Alemanha Nazista, porque Hitler queria implantar uma ditadura e não queria que o povo resistisse contra ele então, aprovou discretamente uma lei desarmando todo o povo alemão. Depois de um ano, ele começou a mandar qualquer um que discordasse dele para os campos de concentração. Aliás, nem precisava discordar dos nazistas para ir para a morte, bastava ser judeu que o seu destino já estava selado.  E hoje, por que vocês acham que a Marta Suplicy, a maior porta voz do feminismo esquerdista partidário do Brasil é uma ferrenha defensora do Estatuto do desarmamento? Ora, porque ela já planejava implantar a ditadura nazi-feminista no Brasil há vários anos e quer tirar todos os meios que os brasileiros poderiam usar para se defender. Essa lei absurda vai acabar com a democracia, vai implantar uma ditadura feminista no Brasil e nós temos que lutar com todas as nossas forças para impedir isso de acontecer. Infelizmente, nós estamos desarmados, nós estamos fracos, desorganizados, não temos armas de fogo, não temos a opção de usar a força para nos defender. As nossas únicas armas são a propaganda e a internet. Nós temos que fazer uma guerra psicológica sem tréguas contra o feminismo, alertando o maior número possível de homens e mulheres a não compactuar com essa ditadura feminista que elas estão gestando.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...