Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

domingo, 6 de outubro de 2013

As Mentiras das estatisticas feministas

Sempre quando alguma seita de fanatismo tenta fazer propaganda de suas falácias, usam estatísticas ou pseudo-provas "cientificas" dos absurdos que defendem. Deixem-me dar um esclarecimento sobre o "método cientifico do feminismo", que eu pude observar em primeira mão na Pós-Graduação em Gestão de Políticas Publicas de Gênero e Raça da UFMS - Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. A primeira coisa que todos nós devemos saber é que o feminismo abandonou o Método Científico clássico, criado por Galileu Galilei na Renascença e adotou um outro método que não tem nada de cientifico. Na ciência verdadeira, o pesquisador observa um fenômeno, da natureza ou social e lança uma hipótese para explicar aquele fenômeno. Então, ele começa a fazer experiências cientificas para comprovar a validade de sua hipótese. Se as experiências demonstrarem que a hipótese estava errada, ele a abandona e procura outra explicação para o fenômeno. Na pseudo-ciência praticada nas Universidade Federais brasileiras, sobre pesquisas de Gênero e Raça, elas abandonaram esse método cientifico e adotaram outro método: o da carroça na frente do cavalo. Hoje em dia, nas Universidades Federais Brasileiras, o objetivo da pesquisa cientifica não é buscar a verdade, ou encontrar uma explicação racional para um certo fenômeno. O objetivo da ciência feministas é encontrar pseudo-provas para as teorias malucas que elas inventaram. Ou seja, elas estabelecem de antemão o que é a "verdade" e depois disso elas passam a garimpar textos, livros e estatísticas para tentar dar um aspecto de "ciência" à teoria maluca que elas escolheram. A Ciência Feminista não tem nada em comum com a Verdadeira Ciência; mas sim, tem em comum com a feitiçaria, com a bruxaria, com a astrologia.
Essa é a cientista brasileira que faz as pesquisas de gênero e Raça nas Universidades Federais

 
Pesquisadora brasileira faz pesquisa científica que diz que 99,6% das mulheres já sofreram assédio

 Para o Feminismo, a pesquisa científica não serve para buscar a verdade; mas sim, para encontrar argumentos para defender a ideologia feminista. Se no decorrer da pesquisa, fica evidente que a hipótese inicial do feminismo estava errada, elas jogam fora a pesquisa desabonadora e demitem ou fazem silenciar o pesquisador honesto, buscador da verdade cientifica.
Nós podemos chamar esse novo método pseudocientífico do Feminismo de: Bruxaria feminista, ou alquimia do feminismo ou astrologia feminista, porque de fato as cientistas feministas tem mais em comum com um astrólogo ou com uma bruxa, do que com um cientista de verdade.
Vejam só essa "Pesquisa Cientifica" que diz que 99,6% das mulheres já sofreram assédio:

http://feminismodiabolico.blogspot.com/2013/09/pesquisa-afirma-que-996-das-mulheres-ja.html

E ai? Você ainda vai continuar acreditando nas "Pesquisas Científicas" feministas, feitas pelas Universidades Federais Brasileiras? 

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...