Novo endereço do nosso site

Novo endereço do nosso site
Feminismo Diabolico

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Perca 10 quilos em um mês

A regra é simples: basta usar o seu prato como medidor. Ao fazer isso para perder peso, você não precisa se lembrar de detalhes confusos sobre porções e quantidades. Muitos especialistas relatam que a grande dificuldade de seus pacientes em se manter num programa de emagrecimento é justamente seguir tabelas, fazer cálculos e limitar o consumo de certos alimentos por porções. Afinal, quem consegue decorar tantas restrições? E o que exatamente é pequeno, médio e grande para definir um bife?
Diante dessa constatação, a nutricionista Netty Levine, do Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles (EUA), apresentou um prato imaginário para um paciente e mostrou como seria sua alimentação a partir daquele momento: a metade seria composta por frutas e vegetais; a outra metade seria dividida em duas partes: a primeira para proteína (carne, franco, peixe) e a segunda para grãos integrais, batatas ou massa. Após alguns meses, a perda de peso foi notável e o plano tocado sem grandes sacrificios. Sem proibir alimentos específicos, é possivel frequentar restaurantes, festas e bares. Ou seja, a vida social - outro sabotador de dietas altamente restritivas - não ficou comprometida.
Essa estratégia também traz um grande benefício a longo prazo: você aprende a medir uma porção ideal, em tempos em que as refeições crescem absurdamente e esses valores se perdem. Determinar o que realmente corresponde a um almoço ou um jantar virou um grande desafio. Que, aqui, você tira de letra.
Se após o primeiro prato, você continuar com fome, Levine libera um segundo prato somente de vegetais.
VALE PARA TODAS AS REFEIÇÕES
A estratégia de dividir o prato para montar a refeição vale para qualquer hora do dia. Siga estas dicas e os cardápios elaborados pela nutricionista Anna Christina Castilho, do Instituto de Metabolismo e Nutrição (Imen), em São Paulo, e acredite: você vai enxugar.


Café da manhã
você precisa incluir frutas e vegetais, amido (grãos integrais) e proteína (ovos ou leite), mesmo quando usar uma tigela ou um prato menor. Continue com a mesma meta: metade ou mais do prato deve ser preenchida com frutas e vegetais.

Almoço
A regra continua: pelo menos metade da refeição deve ser composta por vegetais e frutas. Use o prato tradicional. Não vale usar uma travessa no lugar. Considere pão, batatas e massa como alimentos à base de amido. Antes de atacar o amido e a proteína, coma os vegetais. Assim, a sensação de saciedade é maior.

Jantar
Mais uma vez, a regra permanece. Mas, quando o alimento principal for massa ou risoto, sirva 1/3 do prato apenas e complete o espaço restante (2/3) com vegetais.

Lanches
É importante incluir um lanche entre as refeições principais para manter o metabolismo acelerado, sugere Anna Christina. Algumas opções: 1 pêra; 1 maçã; 1 copo de suco de laranja (ou de abacaxi); pão preto com queijo cottage, iogurte desnatado com aveia em flocos; 1 punhado de nozes cruas ou de sementes de abóbora, gergelim ou girassol.

Obs: O prato perfeito deve conter 450 calorias, ter 23 centimetros de diâmetro, 2 centimetros de altura máxima de proteínas e amidos e 0 grama de gratinados e frituras. Outra coisa: não tempere a salada e os vegetais com óleo, porque isso aumenta muito o valor calório da salada, já que 100% do óleo é constituido por gordura. Prefira usar apenas sal e vinagre.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

ShareThis

Veja também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...